Qual melhor momento para engravidar?

Olá mamães e futuras mamães, hoje vou contar um pouco da minha experiência como mulher e esposa quando decidi que era o momento de ser mãe.

Bem, eu sempre tive tudo muito planejado na minha vida, então segui o roteiro “tradicional”, namorei, noivei, me formei, casei, curti o casamento por alguns anos e então decidi que estava na hora de ser mamãe.

Essa foi a minha escolha, mas claro nem sempre sai tudo como planejamos, ou o seu planejamento pode ter sido totalmente diferente do meu, e não significa que eu esteja certa e você errada, ou vice-versa, cada um sabe o que é melhor para si.

Mas partindo da premissa que você assim como eu se deparou num momento de sua vida que achou que era a hora de se tornar mãe, ah, eu sei exatamente como se sentiu.

Sempre quis ser mãe, era literalmente meu sonho. Não sei vocês, mas quando eu tenho sonho por mais que eu faça tudo para que ele se torne concreto enquanto eu não o realizo eu imagino que ele é inacessível. Chamo isso de ansiedade!

Bem, mas por mais que fosse um grande sonho, ser mãe mudaria completamente o rumo da minha vida. Eu e meu marido amamos viajar, não que você não possa fazer com uma criança, mas obviamente isto exige um pouco mais de planejamento e cautela.

Não sou egoísta, mas eu adoro ter o meu tempo. Mas e com um filho? Como vai ser? Por vários momentos eu me questionei se estava realmente pronta para ser mãe.

Mas será que eu vou ser uma boa mãe?

Será que eu vou saber cuidar de uma criança?

Irei conseguir educar essa criança?

Está vendo? Você não é a única a sentir-se insegura e com medo, é uma grande mudança na sua vida como mulher e na vida do casal.

Por algum tempo eu fiquei neste conflito comigo mesmo, “é a hora ou não”, mas eu cheguei a seguinte conclusão.

Ninguém nunca estará pronto para mudanças, não importa qual seja. Mas podemos nos adaptar e aprender com ela, isso acontece na nossa vida desde sempre, estamos em constantes mudanças.

Entendi que ninguém nasce mãe, na verdade quando nossos filhos nascem, aí nasce uma mãe, um pai, podemos saber exatamente como se faz na teoria, cuidar, trocar, amamentar, etc, mas só saberemos o que é ser mãe quando vivermos essa experiência.

O medo é natural, a insegurança mais ainda, mas você se sairá muito bem. Se fosse para eu dar um conselho seria tomar esta decisão juntamente com seu marido ou parceiro, afinal um filho exige planejamento financeiro, emocional etc, e como eu já disse antes esse é meu jeitinho de levar a vida, planejando as fases.

Mas a verdade é que não existe um momento exato e certo na nossa vida para decidirmos isso, então o melhor a fazer é viver intensamente cada momento e deixar acontecer.

Eu ainda carrego meu filho no meu ventre, mas já me sinto mãe, não vejo a hora de tê-lo em meus braços e agora me pergunto, “o porque de eu não ter decidido engravidar antes”. Mas a sensação de descobrir-se grávida já é assunto para outro post.

Deixe nos comentários a sua experiência para decidir que seria mamãe, quem sabe ela pode ajudar outras mulheres a tomarem essa maravilhosa decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *